31 de mai de 2010

Escultura em Papel : Carlos Meira - Ilustrador

                                                                              http://3.bp.blogspot.com/_oco2HRAwIw8/Sl-14RgQfEI/AAAAAAAAAY8/RTr04HI_oiM/s400/z%C3%A9-gotinhaC.jpg

Selmah , Moderadora da Comunidade ScrabookBrasil , postou vários artistas que trabalham com Papel de uma forma escultural , lindíssimos. Para você conferir todos os artistas entra aqui .
                                                              
http://4.bp.blogspot.com/_oco2HRAwIw8/Sl-2PLJqjXI/AAAAAAAAAZM/zwlXbxH4OxU/s400/z%C3%A9-gotinhaA.jpg



Conheça a obra deste impressionante artista aqui no blog  ou no seu site aqui

Animaking ganha a Arara de Ouro!

                                                      

                                                  Fonte: http://www.minhocasofilme.com.br/

Cinema Brasileiro está com tudo . Olha só o que os ganhadores da Arara de Ouro Internacional  relatam em seu blog :

" No ultimo dia 08 de maio, tivemos o prazer de participar do Festival Internacional de Filmes de Turismo - TourFilm Brazil, que aconteceu na Assembléia Legislativa de Santa Catarina.
Disputamos a Arara de Ouro Internacional na categoria "Animação/ 3D", ficando em primeiro lugar, à frente dos filmes da Polônia (Arara de Prata) e Áustria (Arara de Bronze). O TourFilm Brazil é o maior festival voltado para o segmento de turismo da America Latina, recebendo produções de todo o mundo.

O filme produzido pela Animaking chama-se "Minhocando pelo Mundo", e foi encomendado pela Secretaria de Turismo de Santa Catarina para divulgar o estado.

Foram utilizados os personagens JR e o Avô, do filme "Minhocas", que pela internet apresentam as belezas naturais de Santa Catarina.

Assista o filme "Minhocando pelo Mundo" AQUI.

Quem quiser conferir os demais filmes participantes, é só clicar AQUI.

Mais infos - www.tourfilmbrazil.com "


http://www.minhocasofilme.com.br/cprod/dbimg/170520101818.jpg
 

23 de mai de 2010

Bonecas de Pano , super fofas!



Vistei o site  A Bonekeira e fiquei apaixonada pelas bonecas, e todos os animais e personagens feitos
com muita arte . Vale a pena visitar . Bjus! Bom Domingo ! até mais !





22 de mai de 2010

Decoração com papel de parede by Blog de decoração

                                                   

                                              Fonte :  Blog de Decoração


Olá! Sábado é um dia em que deixamos um pouco o mundo do trabalho damos um trato na nossa casa. Não é? Amo decoração , espaço bem elaborados ,moveis estrátegicos proporcionando conforto , beleza e funcionalidade para o dia a dia . Nâo, não tenho ainda meu espaço assim . Atualmente estou morando na casa de meus pais , temporáriamente...Olhem que artigo interessante:

 

[Por Maria Alice Miller] by Blog de decoração


"Escolher um bom papel de parede para um ambiente é uma das primeiras decisões que tomamos quando começamos a projetar um espaço. Além do desempenho do material, também devemos analisar qual terá o melhor impacto visual no ambiente, avaliando as cores de seus componentes, sua iluminação natural e artificial, o aspecto resultante desejado, entre outros fatores.

Atualmente em termos de salas e ambientes “secos”, praticamente tudo é utilizado: dos materiais mais rústicos como pedras e fibras, até os mais convencionais como as tintas e papéis de parede, passando por tecidos, pastilhas em vidro, madeira e até cerâmicas.

Nesta sala de jantar, a parede divisória com a cozinha já tinha sido feita com alvenaria e um painel vidro acidato. Coube a nós definir como deixá-la ainda mais interessante, e o escolhido foi o papel de parede com arabescos em preto, que equilibrava os demais tons de móveis e objetos – a maior parte neutros ou com acabamento em preto. O desenho ficou bem coordenado com todo o ambiente, que é aberto para o living, e em particular com o lustre em cristal."

Lindo não ? Aqui  tem mais ...é só visitar.




16 de mai de 2010

Fleur en tissu by Le blog de Cath


Olá! Bom dia! O Domingo que prometia ser de Sol e Céu azul não aconteceu .Aproveito a chuva fina lá fora para actualizar meu blog com dicas maravilhosas dos sites que visito e amo de paixão. Vou começar com o blog da Catha , que depois das suas  férias  voltou com muitas novidades e Tutorias ou Pap . Como amo fazer flores diferentes com misturas de manterias , coloco aqui esta tão fácil de fazer , claro seguindo a orientação da Cath. Com certeza este enfeite  deixará seus projecto originais ,sem aquela padronização , que faz perder o sentido original e único da arte 

1) Corte círculos de tecido.

 
                                                        2) Dobre o círculo em dois ...



5) Costure pontos de largura na parte arredondada de sua curvatura, puxando o fio para fazer o seu tecido de malha (Não estou colocando o PAP completo ...).





6) Quando você chegar ao final da primeira pétala, não corte o fio...

O centro da flor, você pode colocar várias opções ,como a Cath indica , um brad , botão ,e o que você imaginar e tiver ai em sua casa.A flor devido ao tecido ficou  grande como ela comenta ,então fez um miolo com renda , aqui tem um tutorial de como fazê-lo com rendas. Acho a renda um toque charmoso e chic?  Quem não gosta de rendas em seus projectos ?



Creio que o Scrap nos devolveu uma parte do artesanato que eu particularmente como Artista plástica não utilizava muito , que é usar agulha e linha, é a arte milenar de costurar.E estou amando fazer . Tenho aqui uma máquina de costura de minha mãe . Ainda não fiz nenhum projecto , mas logo vou fazer um Book todo costurado que por enquanto esta na famosa  lista de projectos....Aguardem !

Mas como hoje é o dia de falar do Blog da simpática francesa , que dá cursos de scrap em lugares lindíssimos nas Montanhas , basta olhar as fotos , vou colocar um Mini Álbum maravilhoso . 
Um anjo em uma nuvem ou Un ange sur son nuage 

Lindo , não ?



O Mini álbum completo entre aqui le Blgo de Cath
E por falar e Cath quero apresenta-la a vocês , afinal  mostro sempre seus trabalhos....


Super dica para um Domingo chuvoso em casa ,não ? Estou  terminando duas resenhas para a Matéria Políticas Educacionais , e esperando secar um projeto Mixed Media , inspirado no tutorial do blog Scrap Sins

Então aguardem ! Meus projectos artísticos  logo estarão aqui ....


Até mais ! Um beijo!



15 de mai de 2010

Fotos em família

Meu pai Izidoro, assistindo o Inter jogar na TV e ouvindo com seu rádio outro
jogo ....Tempos Modernos. Não é um Belo Italiano ?




Minha mãe na cozinha ....Nada moderna .Mantém a tradição....








11 de mai de 2010

Criando Bebês Felizes !!!!



Os dois anos mais importantes da vida de uma pessoa

Renomado psicólogo explica porque os primeiros anos de vida definem toda a sorte e a felicidade uma pessoa.

Qual a maior herança que podemos deixar aos filhos? Educação, sim, mas sobretudo amor. Amor em todos os sentidos.


Deixar o filho recém-nascido num berçário, creche ou escola maternal é um costume comum para quem vive em médias e grandes cidades, mas essa necessidade do mundo moderno, feita sem a devida preparação, pode provocar problemas por toda a vida de uma pessoa, afirma o psicólogo australiano Steve Biddulph, em sua mais nova obra Criando bebês felizes, que é lançada no Brasil pela Prestígio Editorial.
Este período está diretamente relacionado com o equilíbrio físico, social e emocional de uma criança até a fase adulta.

Nos primeiros anos de vida a noção de autoconfiança se estabelece e há o desenvolvimento do cérebro e das atividades cognitivas, que tornam uma criança capaz de discernir entre o certo e o errado, o positivo e o negativo. No entanto, esse desenvolvimento não acontece naturalmente. Precisa ser estimulado. Como conseguir tempo para isso? Levando em consideração a realidade em que grande parcela de pais e mães trabalha período integral e tem menos tempo para se dedicar aos filhos, o autor aponta soluções que podem garantir a manutenção do vínculo familiar e do desenvolvimento integral da criança, na etapa mais importante de aprendizado, com reflexos positivos para todas as fases da vida.

Apenas na última década, o número de crianças com idade inferior a três anos que fica em berçários, maternais e creches quadruplicou. O tempo longe da família também aumentou: milhões de bebês passam até dez horas por dia, cinco dias por semana, a cargo de profissionais.


Em Criando bebês felizes, o terapeuta familiar Steve Biddulph analisa as necessidades fundamentais durante a infância e alerta: os pais devem redobrar os cuidados e a atenção nos primeiros 36 meses de vida, participando ativamente da educação formal, dos estímulos dos sentidos e do desenvolvimento das crianças. O valor mais importante para a criança nesta fase é o amor. 

Um princípio fundamental da psicologia.
Ao se desperdiçar essa oportunidade, surge a possibilidade de uma geração de pessoas mais frias, introspectivas, deprimidas e estressadas. Com linguagem clara e concisa, o autor mostra que o relacionamento mais importante e duradouro que podemos estabelecer ocorre nesta etapa, quando são bebês. Sem colocar culpa em mães e pais que trabalham muito, Biddulph propõe uma reflexão sobre o fato e o que podemos fazer por nossos filhos nesta etapa do desenvolvimento.


Apesar de ser um livro de consulta, Criando bebês felizes possui também uma mensagem política. Na indústria de aconselhamento aos pais - que inclui diversos tipos de revistas, canais de TV e livros - muitas vezes esses veículos têm um produto a vender ou uma linha ideológica a promover. Desta forma, o autor considera que poucas pessoas deste segmento estão realmente falando em nome das crianças. “No entanto, minha responsabilidade como educador e psicólogo é ser honesto e difundir as descobertas e os conhecimentos atuais sem censura ou falsidade”, desabafa Steve Biddulph. 

Criando bebês felizes não tem a pretensão de mudar a mente das pessoas inflexíveis, mas falará àqueles que sentem que algo está errado, que estamos gerando adultos com mais problemas emocionais que no passado. É uma mensagem forte destinada aos que desejam uma vida familiar mais rica e com mais amor do que a que foi imposta pelos padrões atuais.

Sobre o autor
Steve Biddulph nasceu na década de 1950, em Yorkshire. Nos anos 1970, o então jovem psicólogo estudou famílias em Nova Guiné, em Calcutá e nos Estados Unidos, e foi um dos pioneiros em terapia familiar na Austrália. Nos últimos quatro anos, Steve apoiou campanhas em favor do fim dos maus-tratos do governo australiano contra pais e filhos de refugiados em centros de detenção e em lugares isolados. Atualmente, os livros de Steve são encontrados em 27 idiomas e em mais de quatro milhões de lares em todo o mundo. Ele mora em uma pequena propriedade rural com a mulher e os filhos.

para saber mais sobre o assunto aqui


9 de mai de 2010

Um pouco mais de Mario Quintana

 

BILHETE
Se tu me amas,
ama-me baixinho.
Não o grites de cima dos telhados,
deixa em paz os passarinhos.
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
.....tem de ser bem devagarinho,
.....amada,
.....que a vida é breve,
.....e o amor
.....mais breve ainda.


Mario Quintana

Feliz Dia das Mães!


2 de mai de 2010

Homenagens, e muita alegria no aniver do Ipê Amarelo !!!!!!!!!

Participação Especial  do grupo Pandorga da Lua !










Todas as crianças são inteligentes e dotadas de potenciais únicos


Thomas Armstrong

Todas as crianças são inteligentes e dotadas de potenciais únicos, que devem ser reconhecidos, nutridos e celebrados. Esse conceito tem sido central no trabalho do professor e pesquisador norte-americano Thomas Armstrong, autor dos livros As melhores escolas: a prática educacional orientada pelo desenvolvimento humano e Inteligências múltiplas na sala de aula, best-sellers publicados no Brasil pela Artmed. Polêmico, Armstrong tem defendido que a existência do transtorno do déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) é um mito e tem ampliado o foco de seus estudos sobre a inteligência a partir de um paradigma holístico. 
Atualmente, dedica-se a escrever um livro sobre neurodiversidade, com base na idéia de que o desenvolvimento neurológico atípico é uma diferença humana normal. Na entrevista a seguir, realizada por e-mail, Armstrong fala sobre o futuro e o presente da educação infantil e sobre como é possível contribuir para que as crianças tenham um desenvolvimento mais pleno e saudável. 
"Precisamos parar nossas práticas de estreitamento e criar centros onde a imaginação e as idéias dos alunos possam manifestar-se plenamente em palavras, desenhos, música, dança, invenções e outras formas de expressão", afirma.

Revista Pátio : Os discursos sobre o que é uma educação de qualidade centram-se principalmente nos resultados acadêmicos. O que o senhor pensa sobre as políticas avaliativas e a maneira como elas encaminham as políticas educacionais e as práticas educacionais?

Armstrong: Tem havido uma ênfase excessiva ao que chamo de "discurso do êxito acadêmico" em meu livro As melhores escolas. Os educadores passam tempo demais falando sobre responsabilidade, escores em provas e padrões. Precisamos dedicar mais tempo ao "discurso do desenvolvimento humano", o qual nos envolve na reflexão sobre cada criança e suas necessidades humanas, sobre como podemos ajudá-la a se desenvolver cognitiva, emocional e espiritualmente, e não apenas academicamente.

Revista Pátio :O governo federal brasileiro, além das avaliações educacionais tradicionais, criou este ano uma prova a ser aplicada às crianças de 6 e 7 anos para verificar seu nível de conhecimento. Qual é a sua opinião sobre a aplicação de provas a crianças pequenas?

Armstrong: Não creio que provas padronizadas sejam uma fonte útil de informações sobre crianças pequenas. Elas criam resultados artificiais que adquirem vida própria. Precisamos dedicar mais tempo à observação das crianças e ao modo como elas aprendem, documentando nossas observações e discutindo de que forma podemos ajudá-las a realizar seu pleno potencial. Resultados em provas constituem um desvio do principal caminho para a aprendizagem.

Revista Pátio :Em As melhores escolas, o senhor defende a idéia de que cada nível de ensino escolar diferencia-se do outro e tem um objetivo central bastante específico. Qual a centralidade da educação infantil? Em que aspectos ela difere do ensino dos primeiros anos do fundamental?

Armstrong  : Acredito que crianças pequenas precisam brincar. Nessa tenra idade, brincar significa aprender. Não deveríamos tentar fazer do brincar algo "educacional", mas sim oferecer às crianças uma ampla gama de materiais para brincar (aparelhos, materiais artísticos, marionetes, blocos, etc.) e criar um espaço seguro para que elas possam explorar sua imaginação sem preocupação. Quando chegam aos 6 ou 7 anos, o que se torna mais importante é entender como o mundo funciona - nessa fase, as crianças estão afastando-se de sua existência protegida com suas famílias em direção ao mundo social mais amplo e querem saber quais são as regras e como tudo funciona. Os educadores devem estar ali para ajudá-las a aprender por que o céu é azul, onde fica a Índia, como funciona um motor e tudo o mais que a curiosidade delas exigir.

revista Pátio : Tendo em vista que no Brasil as escolas de educação infantil iniciam o trabalho pedagógico com crianças a partir dos 4 meses, qual seria a centralidade do trabalho com bebês?

Armstrong :Com bebês, é importante criar um ambiente que seja tranqüilo e que envolva o toque, o contato físico, objetos interessantes para olhar e manipular. A questão central é as-segurar que a relação entre mãe e criança seja carinhosa, positiva e aprovativa.

Revista Pátio :Atualmente, muitas escolas usam o computador com todas as crianças. Qual a sua posição sobre o uso das novas tecnologias da informação e da comunicação na educação de crianças pequenas?

Armstrong :Acredito que há uma excessiva ênfase na tec-nologia. Crianças pequenas deveriam estar ex-plorando o mundo real, não um mundo virtual. Elas deveriam estar interagindo com coisas reais, não com telas de computador. Isso cria uma base sólida para o seu posterior pensamento − e, na verdade, o brincar é mais efetivo como preparação para os desafios do século XXI.

Revista Pátio:Como o senhor constrói as evidências a partir das quais avalia as escolas que têm boas práticas?

Armstrong  :Por meio de documentação - fotografias, vídeos, diários mantidos pelos professores, amostras de trabalhos infantis - de crianças envolvidas em aprendizagem real, e não bobagens em lápis e papel.

Revista Pátio: O que a escola pode ou deve oferecer para formar crianças que gostem de aprender?

Armstrong  :ReAs escolas precisam ser reconceituadas como "instituições de curiosidade" e fazer de sua missão central a necessidade de despertar em cada criança seu inato assombro pelo mundo. As crianças são geneticamente aparelhadas para aprender uma quantidade incrível de coisas, mas nós de fato as deseducamos nas escolas ao estreitarmos os objetivos a testes e tarefas em lápis e papel. Precisamos parar nossas práticas de estreitamento e criar centros onde a imaginação e as idéias dos alunos possam manifestar-se plenamente em palavras, desenhos, música, dança, invenções e outras formas de expressão.

Revista:  Como a educação do século XXI deve ser diferenciada daquela realizada no século XX?

Armstrong  :As coisas são mais complexas e andam mais rápido na atualidade. Precisamos ajudar as crianças a aprender a filtrar o "lixo" que nos bombardeia constantemente nos meios de comunicação de massa e a ser capazes de localizar as informações e inspiração de que precisam para se desenvolver como aprendizes.

Revista Pátio: Fale um pouco sobre suas áreas de interesse atuais e os projetos em que está envolvido.

Armstrong  :Estou escrevendo um livro sobre neurodiversidade. A idéia é que devemos aplicar o mesmo tipo de raciocínio às diferenças cerebrais que aplicamos à biodiversidade ou à diversidade cultural. Não dizemos a respeito de uma pessoa que tem uma cor de pele diferente da nossa que ela têm um "transtorno de déficit de pigmento". Isso seria racismo. Contudo, rotulamos crianças que têm formas diferentes de lidar com o mundo de portadoras do "transtorno do déficit de atenção". Isso está errado. Precisamos apreciar todas as flores no prado!

Entrevista feita pela Revista Pátio

1 de mai de 2010

Aniversário do Ipê Amarelo -UFSM

                                                                  Organizando o Evento:21 anos do Ipê Amarelo , as crianças e pais ainda não chegaram .Professores do Centro de Educação Infantil Ipê Amarelo começam a preparar a Festa. O Dia estava perfeirto . Olhem o céu azul , e o sol maravilhoso....